20.8.09

Vazio

é preciso escrever algo
no vazio
estou cheio
de não dizer nada
e ainda sentir frio

é preciso pensar alto
aqui no Rio
estou farto
da ponte engarrafada
e seu olhar de meio-fio.

10.8.09

UTI da poesia

a poesia nasce, cresce e não morre. mas há momentos em que passa mal. aí vem um ser caridoso e a leva pra UTI. lá, entre cuidados profissionais, entubada e ouvindo bips estranhos... ela sobrevive. até quando?

não deixa a poesia morrer
não deixa o morro acabar
o verso é feito de samba
poemas pra gente cantar

não deixa o verso sambar
nem faz o samba sofrer
a morte é a deixa do bamba
poesia pra ninguém...
ah, deixa pra lá.