9.5.10

Mãe tenho à distância

lá no céu
um sorriso de papel
numa lembrança nublada
perdi a definição de suas feições
mas suas afeições permanecem no universo

e hoje
confesso
quero te rever mãe
na próxima dobra espacial
no próximo sonho sideral

um dia
quem sabe
você vai ser
de novo

meu presente de natal.