27.1.17

Enquantos

enquanto você para
tem gente
que corre
enquanto você bebe
tem gente
que sofre
enquanto você come
tem gente
que morre
até quando você
é o cara
que se fode.

26.1.17

Parafuso

só de te ver
passar
sem te conhecer
eu me
parafuso
sou velho
sou confuso
sou galileu
sou confúcio
mas também
sou romeu
sou peri
sou lancelote
sou quixote
e se o corpo
anda cansado
o coração
bate de novo
distraído
que é
esquecido
do muito uso.

18.1.17

Só um pouquinho...

o poeta
nunca
está sozinho
ele tem milhares
de palavras
soltas
no seu ninho
só para fingir
que a dor
é mais
um vício
de linguagem
uma miragem
no meio
do seu desalinho.

13.1.17

12.1.17

Imperícia

meti meu coração
na contramão
carai véio
veio a curva
me fudi
nem vi
o perigo
tudo bem
foda-se
acidentes acontecem
morri de novo
e de tanto
morrer
estou mais vivo.

9.1.17

Intenções

nossas boas
intenções
e ações
nem sempre
têm o efeito
que desejamos
pudera
se não sabemos
de onde viemos
como saber
aonde vamos?

5.1.17

Desumanos

não existem irmãos
não existem manos
apenas sócios
contra os direitos
de sermos

simplesmente

humanos.

3.1.17

Poema Novo

esse ano
botou um ovo
talvez da serpente
talvez de algo
novo
esse ano
botou um ovo
e a natureza
do bicho
está nas mãos
do povo.