11.11.17

Eu, você e Netuno

sei que vou morrer
um dia
como minha mãe
sei que vou morrer
uma noite
como meu pai
o certo
é todo mundo
vai
até porque
mesmo quem viveu
demais
quem viveu
até dizer
que era muito
não viveu pra ver
um simples
retorno
de Netuno.

3.11.17

Passarinho

o fato
de te amar
não me impede
de estar
tão bem
sozinho
há pássaros
que preferem
voar
outros

morrer
seguros
no ninho.

23.10.17

Vai pro Rio

Morar em Niterói é estar sempre indo pro Rio. É um estar na ponte a ver navios. É um poder partir, num salto ou num desvario.


20.10.17

Que dia é hoje?

não me digam
que hoje
é dia
do poeta
não sou isso
sou um asceta
eremito
em mim mesmo
e nenhuma
palavra
me acerta.

18.10.17

Danação

ouça bem
preste atenção
essa é a nossa nação
não há limite para a provação
mas não há fundo que não seja chão
um dia
tudo isso
vai revirar
revolução.

12.10.17

Um dia

e pensar
que um dia
fui criança
rimei
bagunça
com lambança
comi
até
encher a pança
e pensar que um dia
a gente
avança
cresce
e emburrece
até onde
a vista
nem alcança.

3.10.17

Chove

certas chuvas
caem bem
outras 
caem mal
mas a culpa
nem é das nuvens
é da nossa falta
de tempestades.


2.10.17

Semente

só quero a graça
de morrer
rápido
assim de repente
partir
sem dar trabalho
alguma saudade
deixar
e nunca restar
para somente.


23.9.17

Apocalipse não?

lamentamos informar
que o mundo
não vai acabar
e a vida
vai continuar
a não fazer
sentido
aliás
sentimos lembrar
que só
para constar
os pobres
pretos
e fodidos
de sempre
hoje
e eternamente
terão morrido.

19.9.17

Moralista

já tem moro
no nome
e uma 
hipocrisia
a perder
de vista
moralista
morre
pelo ódio
vive
parasita.

16.9.17

Inanação

a gente olha
pro mar
vê um atlântico
uma europa
de ilusão
esquece
que aqui atrás
tem um continente
tem tanta gente
um continente
morrendo
de inanição.

2.9.17

Arruaça

na minha rua
tem um subúrbio
de sentimentos
pobre fala alto
pra caralho
e o filho
do vizinho
é mau
elemento
no subúrbio
da minha rua
cada alegria
tem seu custo
em cerveja
cigarro
e sofrimento.

31.8.17

Só fudendo

o amor
é líquido
mas incerto
não garante
dividendos
aceita
adendos
tá bom
tá doendo
é bom
e a gente só
oh
se fudendo.

30.8.17

28.8.17

Alminha

já passa de sete e meia
e ainda não fiz um poema
que sina
que pena
nada vale a pena
quando a hora
é pequena.

16.8.17

Chove chuva

não acho
que a chuva
seja chata
só acho
que o
povo
assim a
trata
por
preguiça
e aliteração
barata.

11.8.17

3.8.17

Simplicidade

um café
sua colher
a língua que lambe
o côncavo
habituada
que é
aos céus da boca
e aos bichos
do pé.

30.7.17

Prato

o poeta morre um pouco
em cada tristeza
alheia
cercado de tantas fomes
ele é prato
ele é ceia.