21.1.18

Esquisito

não sei mais
em qual mundo
existo
se é naquele
que eu insisto
ou no outro
em que eu
desisto.

15.1.18

Fingimento

coisa mais tosca
é essa de a gente
se viver sendo inútil
acordar sorumbático
dormir pragmático
sentir todas as doenças
num só corpo
inútil
fútil
se era para ir era melhor nem ter vindo
o melhor do sonho
é se fingir
dormindo.

8.1.18

Verão

a chuva
é sentimento
que escorre 
por fora
do vidro
embaçado
desse
automóvel
modelo coração
quanto mais chove
mais acelero
rumo
ao
cruzamento
de uma nova
avenida
com a imaginação.

5.1.18

Cadeirada

Todo mundo fala do jeito que vemos as coisas mas pouco se comenta de como as coisas nos vêem. Uma cadeira, por exemplo...
cá estou eu
aqui parada
quatro pernas
e não posso andar
sirvo para tudo
sirvo para nada
tenho mesmo
que te esperar
aqui sentada?


31.12.17

Pra quê?

o teclado
me pergunta
por que
ainda faço
poema?
respondo
que faço
como quem
vai
ao cinema
como
quem resolve
um problema
como
quem é
do sistema
como
quem caga
come
respira
transpira
suspira
e faz cena.

30.12.17

Pisando em anos novos

ai que saudade de nós
não do nós que nós fomos
mas do nós
que naquela tarde de sexo sem reflexo
nós sonhamos ser
ai que saudade
de nós
e dos nós que desfizemos
só para ficarmos a sós
ai que pena
de nós
e dos nós que fizemos
só para ficarmos
eternamente
sós.

27.12.17

Proposital

volto para buscar
um propósito
supositório de vida
na suposição
tão desnutrida
de que haja
chegada
meio
e até
um ponto
de partida.

21.12.17

Solstício



aqui embaixo
faz calor
lá em cima
faz frio
os povo
de lá
bate queixo
os povo
daqui
abre o bico
não sei
se pra lá
eu vou
não sei
se aqui
eu fico
só sei
que os pobre
chama de horror
e os rico
chama
solstiço.

5.12.17

Correria

viver
dá um medo
danado
é um tal
de estar vivo
cercado
de perigos
por todos
os lados
viver
não é
um lago
parado
é um rio que corre apressado pra desembocar
inacabado.


28.11.17

Cosmogonia


que o sol
seja a gema
de um ovo
estrelado
entre estrelas
pronto a explodir
sobre o arroz branco
conhecido como
eternidade
gosto de pensar
que somos
somente
o curto
intervalo
de sonhos
entre as refeições
mundanas
dos deuses.

11.11.17

Eu, você e Netuno

sei que vou morrer
um dia
como minha mãe
sei que vou morrer
uma noite
como meu pai
o certo
é todo mundo
vai
até porque
mesmo quem viveu
demais
quem viveu
até dizer
que era muito
não viveu pra ver
um simples
retorno
de Netuno.

3.11.17

Passarinho

o fato
de te amar
não me impede
de estar
tão bem
sozinho
há pássaros
que preferem
voar
outros

morrer
seguros
no ninho.

23.10.17

Vai pro Rio

Morar em Niterói é estar sempre indo pro Rio. É um estar na ponte a ver navios. É um poder partir, num salto ou num desvario.


20.10.17

Que dia é hoje?

não me digam
que hoje
é dia
do poeta
não sou isso
sou um asceta
eremito
em mim mesmo
e nenhuma
palavra
me acerta.

18.10.17

Danação

ouça bem
preste atenção
essa é a nossa nação
não há limite para a provação
mas não há fundo que não seja chão
um dia
tudo isso
vai revirar
revolução.

12.10.17

Um dia

e pensar
que um dia
fui criança
rimei
bagunça
com lambança
comi
até
encher a pança
e pensar que um dia
a gente
avança
cresce
e emburrece
até onde
a vista
nem alcança.

3.10.17

Chove

certas chuvas
caem bem
outras 
caem mal
mas a culpa
nem é das nuvens
é da nossa falta
de tempestades.


2.10.17

Semente

só quero a graça
de morrer
rápido
assim de repente
partir
sem dar trabalho
alguma saudade
deixar
e nunca restar
para somente.


23.9.17

Apocalipse não?

lamentamos informar
que o mundo
não vai acabar
e a vida
vai continuar
a não fazer
sentido
aliás
sentimos lembrar
que só
para constar
os pobres
pretos
e fodidos
de sempre
hoje
e eternamente
terão morrido.