11.11.18

Uber

somos super
uper
hiper
modernos
não fosse
o fato
de morrer
e não
sermos
assim tão
eternos
saberíamos
que não existem
verões sem
infernos.

6.11.18

Brasil, amo e não deixo

amo
os fodidos
os oprimidos
os que nunca falam
os que não são ouvidos
amo
os fracos
os degenerados
os deixados à margem
os exterminados sem abrigo
não deixo
os poderosos
os injustamente ricos
dizerem
o que devo e onde fico
não deixo
os foderosos
os falsamente lícitos
mandarem
o que digo e repito
Brasil
amo
não deixo
e vocês
fascistas
vão ter que me engolir
vivo.

29.10.18

Estrela

quando
o ódio
vence
a esperança
até parece
que o mal
cresce e
avança
pare
pense
tenha confiança
nossa fome
de justiça
só aumenta
enquanto eles
enebriados
de vinho
e vitória
enchem
as ruas
as praças
a pança
quando
o ódio
vence
a esperança
não perece
aquela estrela
que brilha
além de onde
a vista
alcança.

7.10.18

AMANHÃ

sou negro
sou viado
sou mulher
sou sapatão
sou
seu pesadelo
sua excomunhão
sou campo
sou cidade
sou favela
sou exclusão
seu tormento
sua preocupação
você pensa
que passa
mas
não passará
nem passarão
vai dormir
fascista
que amanhã
tem
revolução.

6.10.18

Livres para lutar

a liberdade
incomoda
falta ao trabalho
faz greve
tira folga
a liberdade
é folgada
nega o dogma
abusa
usa droga
a liberdade
é sagrada
não obedece
se atreve
vai embora
a liberdade
é nossa
e ninguém
apagará
nossa calma.

1.10.18

Elenismo

ele não
ele nunca
ele jamais
ele nem
merecia
tanta
atenção
pois ele
tão
minúsculo
só seduz
quem por
falta
de escrúpulo
confunde
problema com solução.

Boçal

ele fala merda
ele fala mal
ele fala?
rosna
bufa
peida
como é natural
ele fala merda
ele fala mal
ele fala?
grasna
ruge
engasga
como é boçal
ele não tem
bossa
roça
nem capinzal
é capitão
do mato
sem cachorro
no esgoto
moral.

26.8.18

AdVinho

não sei
se o frio
traz o vinho
ou o vinho
traz o frio
só sei
que eu
adivinho
seu
coração
todinho.


Lua e fios

a lua
entre fios
à luz do dia
é tão sem poesia
talvez por brilhar menos
sombria
a desejar
desejos
sombras
e água fria.

24.7.18

Dá-me um cutelo

que o nosso amor
deve ser
cortado
à faca
você me diz
corno
eu te digo
vaca
me dá uma faca
antes
que nos dê
tesão
e a raiva
se desfaça.

12.7.18

19.6.18

Problema circulatório

corre
em minhas veias
um mar vermelho
de esperanças
inúteis
circulam boatos
no meu organismo
de que todos
os sonhos
são fúteis.

19.5.18

Um pé atrás

espreito
minhas dores
como 
se fossem
menores
que as dos outros
todos
desconfiados
se fazem de idiotas
só pra desconfiar
das próprias
derrotas.

16.4.18

Sereias

atiro palavras
ao mar
feito garrafas
e há quem use
chamar
de poesia
essa simples
maresia
mania
de tentar
pescar
sentido
em estar
afogado
no raso
lugar que fica
entre o ar
e a sereia.

27.3.18

22.3.18

Seu lúcido

faz tempo
que não tenho
um soluço
isso é estranho
me sinto
confuso
será que estou vivo?
será que sou lúcido?
faz tempo
que não tenho
um soluço
temo não ser
mais humano
temo não ser
mais americano
temo
tremo
me esgano
faz tempo
que não tenho
um soluço
morri
e não
percebi
que sou russo.

7.3.18

Dilema

entre um mapa astral
e outro
disfarço
e faço
um poema
não tema
cada um
desfaz da morte
que ali
acena
como se fosse
nosso
esse roteiro
cheio de estrelas
de cinema.