29.8.16

Poema do dia

quando eu morrer
não vou deixar herança
dinheiro
patrimônio
imóveis
poupança
mas
meus filhos
herdarão
memórias
exemplos
pontos de vista
lembrarão
que seu pai
se não foi
perfeito
também não foi
golpista.

26.8.16

Arriscadíssimo

corro o risco
de me apaixonar
assim fora da idade
peixe fora do aquário
da maturidade
corro o risco
e risco
arriscadíssimo
de morrer
de puberdade
vou fugir
quero sumir
correr e avançar
o calendário
até sumir
na eternidade.

25.8.16

Habituário

quando eu morrer vou sentir
muitas faltas
falta de café
de cigarro
de fé
na fumaça
que eu faço
quando eu morrer vou sentir
muitas faltas
falta de pão
com mortadela
coca-cola
do fluminense
da portela
quando eu morrer vou sentir
muitas faltas
falta dos filhos
dos amigos
beijos e abraços
novos
e antigos
quando eu morrer vou sentir
muitas faltas
falta de mim
e até dela
falta de foder
beber
e acreditem
de toda a novela.

24.8.16

Estive aonde?

you are the sunshine
of my life
you are the apple
of my eye
mas eu não sei
aonde fui
e você não sabe
aonde vai
fomos
dois cegos
too blind
no sky.

Poema do encerramento

a festa
foi linda
e traduziu
nossa emoção
além de mostrar
nossas belezas
nos trouxe
uma bela
conclusão:
paes não vale nada
mas
pelo menos
não é cagão
já o temer medroso
não foi visto
na pista
nem na televisão
vai morrer
golpista
sem vergonha
na cara
e com o cu na mão.

18.8.16

Boulevard

deixe a vida
te levar
ao boulevard
ao se misturar
ao se perder

até achar

que unir
é melhor
do que

separar.



11.8.16

Jogos

olímpicos
cósmicos
humanos
terrestres
eu não subi
no seu pódio
por falta de treino
e fé
nos desígnios
celestes.

3.8.16

Enganos

às vezes
nos perguntamos
se amamos 
a pessoa certa
pergunta burra
questão de merda
dúvida enviesada
mais importante
é saber
se odiamos
a pessoa errada.

1.8.16

Definição

o povo brasileiro
é rítmico
tem tambor
no coração
o sangue
bombeado
por percussão
o povo brasileiro
é típico
tipo um baião
de dois
tipo um ovo
mexido
somos feijão com arroz.

A bela e as feras

fascista não rima
com gente
bela
sou mais
ela
sábia e elegante
sabatella.

29.7.16

Panorâmicos

sonhamos nosso amor
em cinemascope
onde a grama
era mais verde
as flores
explodiam cores
e os pássaros
para sempre cantores
tínhamos gatos
decorando janelas
cães pastores
cenas belas
onde a luz
perfeita
era feita
só para nós
sonhamos nosso amor
em tela grande
céu azul
e fundo infinito
só não contamos
com as ironias
do autor
que um outro roteiro
já havia escrito.

25.7.16

O ofício que dá frutos

hoje é o dia
do escritor
e eu aqui
escrevendo
besteira
que vergonha
que asneira
quando for
o dia
da manga
avisem-me
por favor
pra eu escrever
mangueira.

24.7.16

Radical

cada louco
tem sua mania
se a vida
me dá porrada
enfio-lhe
poesia
no meio
dos cornos
entre
as pernas
golpe baixo
baixaria
fazer o que?
se o mundo
tá muito ácido
cada louco
com sua azia.

23.7.16

Falta de aviso

não avisaram
às amendoeiras
da minha rua
que o outono
já acabou
qual amantes
inconformadas
elas restam
folhas
esparramadas
por onde
seu amor
passou
não avisaram às amendoeiras
da minha rua
que a saudade
amarela
o inverno
com seu frio
congelou.

21.7.16

Wonderful things

aquela flor
aquele drinque
aquele jogador
driblando a dor
e o marcador
com muito swing
tudo isso são
wonderful things
aquele amor
aquela tarde
aquela cor
da sua roupa
íntima
tão simples
tudo isso são
wonderful things
aquele adeus
aquele abraço
aquele desenlace
tão invisível
tão previsível
que não vimos
que já era
everything.


Reserva especial

guarde sempre
um beijo
de reserva
num canto secreto
da alma
tenha pressa
tenha calma
só não tenha
a pretensão
de saber
o certo e o errado
porque nessa vida
a única certeza
é que o certo
inevitavelmente
é apaixonado
pelo errado.

18.7.16

Lamento

amar
é rápido
esquecer
é lento
lamento
que o amar seja um cavalo
que o esquecer seja um jumento
empacado
naquele cruzamento.

17.7.16

Positivamente

não gosto
dessa ordem e progresso
a ordem
me é imposta
o progresso
me deserda
é uma bosta
é uma merda
ter um lema
que historicamente
nos despreza.

12.7.16

Sueco

os ecos do passado
que me perdoem
mas vou voar
vocês não vão
me alcançar
voo
fragmento-me
sentimento-me
separando-me
feito foguete
que não respeita
o infinito
sou bólido
sou mosquito
voo esquisito
voo até
não ser mais ouvido.

Acontece

eu não canto
mas me encanto
por todos os cantos
em que você passa
você ri
eu acho graça
você chora
a chuva passa
pois até ela
não disfarça
e fica seca
só pra ver
você chover

eu não danço
mas eu ando
por todos os santos
só rezando
por esse milagre

que é você
me acontecer.