Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2007

Chuva e vento

natureza em movimento
perdi o assento
voou o chapéu
com a força
dos elementos

passei maus momentos
até entender
que o entardecer
não tarda
que o anoitecer
não falha
que o amanhecer
não falta

dá um tempo

pois a tristeza faz parte
da natureza torta
dos sentimentos.

Jorge

matar um dragão por dia
é como fazer poesia
enfrentar o diabo
da vida
com a lança-palavra
erguida

matar um dragão por dia
é como viver na lua
derrotar o tédio
da morte
com o verbo-espada
afiada

matar um dragão por dia

é respirar ódio e cuspir fogo pelas ventas
para que um dia toda maldade vire fumaça
e nossa presença guerreira seja só a lembrança
de um tempo em que o homem valente era o herói da raça

viva são jorge
viva oxossi
viva bem
e mate o mal.

Tiradentes

joaquim josé da silva xavier
foi pro tudo ou nada
foi pro que desse e viesse
foi apresentado ao laço
foi dividido em pedaços
espalhado
dispersado
como a consciência nacional

mas não fizeste mal
joaquim

cortaste um dobrado
mas ganhaste um feriado
que se por ti não foi gozado
é por nós aproveitado

tenho dito
e obrigado.

Bala perdida

sou halls esquecida
ardida
partida
na cesta do lixo

sou juquinha derretida
melada
colada
no fundo da bolsa

sou kids hortelã
roída
largada
na boca das formigas

triste é o destino
das balas perdidas
sem um aperto de mão
sem um sorriso de criança
sem um cosme e damião

sem uma doce lembrança.

Páscoa

saio do ovo
entro de novo
rezo pro povo
venço a preguiça
acredito na missa
saúdo os amigos
que nunca vi mais gordos

chocolate pra todos.

Aleluia

fui fazer um verso
saiu um versículo
deve ser porque
é sábado
alegria

aleluia

cupim alado
perdido
voado
até ele
busca a luz

cupim aliado
cupim solidário
assim como nós
carrega sua cruz

aleluia
oxalá
haja luz.

Paixão

de Cristo
de cisto
desisto
só um
messias
nos basta

cruzes
credo
altares
é tempo
de muitos
templos
e pouca


ouvidos atentos

o fim
não está chegando
mas está sempre
começando

não leve a mal
apocalipse nunca
alegre-se now.

Mentira

tira a mão daí
não gosto de você
nunca mais quero te ver
maldita a hora em que eu te conheci

mentira pouca é besteira
não foi a última
não será a primeira
sigo em busca da verdade
como se ela fosse
verdadeira.