Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Meia tigela

às vezes
dá uma vontade
de poesia
de marés
sempre cheias
de olhos
marejados
de corpos
de sereia às vezes
dá um desejo
de ventania
de nuvens
indo embora
de raios
eletrocutados
injetados
na veia às vezes
só às vezes
somos deuses de tigela e meia.

Sobre o sol

saio no sol
de meio-dia
e não há meio
na rua
nem melodia
saio no sol
em demasia
e no meio
do sol

quem diria poesia.

Gravidade

debruço
a alma
na janela
esperando
o medo
passar
a vida
escorre
pelo
mármore
parede
abaixo
infiltrando-se
um
pouquinho
no
vizinho
mas
não há
jeito
um dia
uma hora
um minuto
um segundo ela vai horizontalmente se alinhar para finalmente descansar.

O estrangeiro

se você nasceu como eu branco e hétero
família e chupeta
fralda e mamadeira
escola e bicicleta
plano e saúde
vestibular e federal
estágio e emprego
carro e conforto
casa e filhos
presente e futuro então você não sabe
o que perdeu perdeu a chance
de ser
simplesmente brasileiro.