29.3.09

Made in

do que somos feitos?

meio papai
meio mamãe
um tico do titio
um cisco da titia
um trisco do vizinho
uma fornada da família
um pedaço de toda cidade
uma mistura completa de brasil
um sem fim de temperos desse mundo

do que somos feitos?

cromossomos imperfeitos
unidos numa prosa universal.

22.3.09

Defeito

saiba que você
é imperfeita pra mim
pois nada tão certo
pode ser assim

saiba que você
é imperfeita pra mim
pois passa tão perto
quase chega ao fim

saiba que você
é imperfeita até no sim
pois ninguém pode negar
você só existe



pra mim.

21.3.09

Uivofrio

quando um cão uiva na noite
passa um mau presságio
ágil
pela mente

quanto mais feliz você for
pior será
o senso
do diferente

quando um cão uiva na noite
algo calafrio
na gente
mas calma
ânimo
temos só o destino

pela frente.

18.3.09

A bola


deita e rola
com efeito
jeito e capricho
de peito ou de bico
nas mãos do amador
nos pés do perito
nos olhos do torcedor
aflito

a bola
deita e rola
e morre
no canto

direito de quem faz
esquerdo de quem toma

a bola
ser perfeito
único
que jaz
aumentando a soma.

14.3.09

Poesia filha da mãe

no dia da poesia
minha mãe nasceu
será que sou filho de um verso?
ou o inverso é que sou eu?

tô me catando pra datas mas o fato é que minha mãe não podia ter morrido assim

tô me lascando em pedaços mas o triste é que o trato tem que ser levado até o fim

não tenho jeito de poeta
não acho feio jogar peteca
não ando satisfeito na minha cueca

viva a poesia
que dispara letras frias com sangue quente nas veias
na metade das minhas pernas
moram duas longas meias.

7.3.09

Mulheres do mudo

a primeira vez que vi
quase morri

mas preferi nascer

e conviver verde
com a natureza multicor
das mulheres

sem muito entender
fui levado a crer
no que os olhos percebem
como prazer:

contorno das pernas
redondo dos seios
mistérios dos meios

e com o tempo vieram os cheiros

desejos de beijos
úmidas intimidades
íntimos segredos
secretos medos

mulheres

cada vez que vejo sinto um desejo

quase de morte
quase de morto
de voltar ao início de tudo

ensaiar um beijo
repousar um sonho
e deixar o resto mudo.

1.3.09

Rio 444

velha mas gostosa
debochada mas jeitosa
folgada mas calorosa

essa cidade não é maravilhosa

é mais

é o encontro da poesia

com a maresia

e muita
mas muita

prosa.