25.6.14

TOC poético

açaí
abacaxi
abricó
abacate
ameixa
azeitona
amendoim
alicate

por causa
de uma rima
o cão mia
o gato late
perdoem
minha mania
poesia
é compulsão
disfarçada

de arte.

21.6.14

O poder das palavras

quis a língua
portuguesa
que o inverno
que é frio
quase fosse inferno
que é quente
ou será que o inferno
será frio
daqui pra frente?

20.6.14

Futebol

a bola
rola
mesmo maltratada
fantasiada
toda pintada
enca[FIFA]da
com o que fizeram
onde rola grana
a bola
rola
em nome da grama
e só obedece
quem a ama.


17.6.14

Coisas

certas coisas
não mudam
ainda que erradas
coisas que incomodam
coisas quase nada
todas
coisas passadas
mas se não mudam
mudo eu
visto minhas calças
sem passar
e saio
pelas ruas

engomadas.

9.6.14

Psicolover

o amor de verdade
é doído
doentio
absurdo
não escuta
não vê
fala absurdos

o amor de verdade
não tem veludo
é cru
é rústico
estapafúrdio

o amor de verdade
pode tudo
nasce morto
porque vive

de luto.

5.6.14

TIROTEIO

ah
a vida
alguém duvida
que é pra ser
vivida?
ah
duvida?
então se divida
e viva
como um bala
perdida.

2.6.14

Percepção

acho que às vezes
somos só desejo
um doce
um trago
um beijo

acho que às vezes
e as vezes que acho
me perco
perdido
no meu próprio
desejo

de esculacho.