31.3.15

Parodiaxal

faço poemas sim
e estou vivendo
tem gente que não poeta
e está morrendo
poe sia não faz mal a nim guém
põe zia num fax mao há ningém
pô e tia naum fais maus
nein bein
fasso puemas zim
e estou morrendo.


Peão

a felicidade
é uma obra
constante
tem fundações
tem andaimes
tem andares
e operários
itinerantes
só não tem data
pra ficar pronta
pois
se reconstrói
um passo adiante.


30.3.15

Joaninha

é um poema
em cima de uma folha
é uma cor que voa
um serzinho
à toa
com 180 dias
para ser
comida de passarinho
comedora de outros
bichinhos
pulgões
em desalinho
joaninha
seja aonde for
sempre voará cor
restará flor
em seu carinho.

28.3.15

Vivo

não importa onde eu esteja
você sempre estará comigo
meu passado
minha saudade
o meu e o seu
olhar amigo
não interessa onde eu vá
você sempre irá comigo
meu amuleto
minha esperança
o meu e o seu
caminhar unido
não faz diferença onde eu morra
você sempre viverá comigo
meu destino
minha sina
o meu e o seu
parecer vivo.


25.3.15

Impacto

eu
um pato
patológico ser
de fato
me encaro
estranhológico ver
que saco
todo vivo
vive
à beira
do infarto.


24.3.15

Sísmico

um plano
perfeito
reto
direito
estreito
ingênuo
defeito
um plano não resiste aos terremotos que guardamos no peito.


22.3.15

E vem aí o primeiro livro impresso!

Um sonho antigo começa a tomar corpo através da união de duas artes que sempre foram minha paixão: poesia e astrologia juntas, finalmente. Participem, colaborem, divulguem!

http://www.kickante.com.br/campanhas/astrolabios-poemas-para-os-astros

21.3.15

Malwares

o amor tem
suas senhas
seus endereços
seus inboxes
o amor tem
seus segredos
seus medos
seus enredos
vem a paixão
invade o sistema
quebra o esquema
decodifica a cena
é uma pena
que os softwares
só funcionem
enquanto se pensa
sob licença
poética.


19.3.15

Planos

na vida
faça planos
que um dia
se abalarão
enganos
amassados e dobrados
pelo destino
e o desencanto
faça novos planos
que um dia
darão certo
entramos
corretos e concretos
pelos canos.


17.3.15

Vivido

há sempre vida
por aí
num gatinho
numa planta
num esquisito siri
há sempre vida
aqui e ali
num sorriso
no aviso
da barra ao andaraí
há sempre vida
e eu vivi
nos erros
nos acertos
no que fiz e omiti
há sempre vida
e o que mais?
eu esqueci.

11.3.15

Abalo

comprei
um porta-retrato
que na loja
me pareceu sensato
chegando
aqui em casa
veio com um papo
estranho
nada enquadrado
reagiu mal
à foto
e se atirou
no chão
esfacelado
das imagens
de um amor
partido
essa que me deixou
mais abalado.


6.3.15

Avante



muitas coisas
nos levam adiante
topada
ônibus
carro
trem
avião
cavalo
e até elefante
ah
têm os barcos
lanchas
navios
bicicletas
patins
skates
tudo ambulante
muitas coisas nos levam adiante
a vida é mesmo
uma parada
viajante.

Bamba

um tênis
uma lembrança
um passo
que eu dava
quando era criança
tinha mãe
tinha pai
merenda
e muita esperança
queria só
um cachorro
um irmão
um autorama
já sabia
que papai noel
não existia
mas ainda
acreditava
na professora
e na infância
um tênis
e muitas andanças
do único tempo
em que fui bamba.

4.3.15

Permanências

permanecer
amando
mesmo quando o amor estiver
oficialmente
terminado
permanecer
ao seu lado
mesmo quando o lado de fora estiver
visivelmente
acabado
permanecer
encantado
mesmo quando o encanto estiver
subjetivamente
apagado
permanecer
tendo ido
mesmo porque aonde eu for terei
eternamente
ficado.


2.3.15

Imaculada

a vida
é viela
é bela
é mulher
é luz
é luto
e vale a pena
nascer por ela.



* Obrigado Pedro Curi, por essa imagem que vale mais que as minhas palavras. Emoticon smile