26.8.15

Casais

a gente briga
por bobagem
por falta de problema
sério
sacanagem
a gente briga
por vadiagem
para variar a vida
movimentar
a viagem
a gente briga e cai
na intriga
da malandragem
viajamos
um pra cada lado
que o mundo é redondo
tchau
nos encontramos
na próxima
paragem.


13.8.15

Mesa

a poesia
é mesmo uma beleza
não se faz com palavras
mas se põe na mesa
na alvura de um prato
reflexo de um saleiro
lindura de tomate
espuma de cerveja
escorregadia
como azeite
enrugadinha
como alface
fugidia
como milho-verde
a poesia
é mesmo uma certeza
de que a vida
se faz de imagens
de pequena
imensa
grandeza.

8.8.15

Saber

ouço
seus sons
confissões
de um passado
que não passou
se você não sabe
quem é
muito menos sei eu
quem sou.