29.6.07

Marketing

se o negócio é vender
estou perdido
sou um ser de troca
escambo
permuta

se o negócio é dinheiro
estou fodido
sou um ser de vento
brisa
paisagem

se o negócio é negócio
estou falido
sou um sertanejo
e troco
um milhão
por um beijo.

26.6.07

Preguiça II

vamos à missa?
quem é que fica em casa?
preguiça.

preguiça é o dom de ficar parado
atordoado
com o movimento ao nosso lado

preguiça é a prima rica do tédio
resiste ao assédio
incessante do trágico assalariado

preguiça é uma sensação tranqüila
mora na vila
e não no comdomínio super valorizado

preguiça é um estado de desânimo
tão magnânimo
que não tem o menor desejo de ser
explicado.

23.6.07

Bebês


a primeira fralda

o primeiro cercadinho

a vacina da gotinha

o teste do pezinho



passeio pra pegar sol

a meleca no narizinho

a dor de ouvido médio

o remédio do vizinho



visita à creche mais próxima

achamos tudo tão limpinho

amamos aquela que é longe

cara mas com muito carinho



falamos mil vezes não

dissemos mil e uma vezes sim

choramos de emoção

a cada início do fim



fomos bobos

somos tolos

sopramos velas

comemos bolos



hoje eles estão grandes

são gigantes

no meio do ninho

e nós como antes

imaginamos

somos só pais



somos sozinhos.



Liberdade

ainda que tarde
noite ou madrugada
liberdade
ainda que roubada
vendida ou comprada

liberdade

ou você tem
ou não tem
ou você faz
ou corre atrás

porque sozinha
ela não vem.

21.6.07

Azul

tudo de bom
tudo do bem
meia lua no céu
vaivém
o trânsito flui
meu nariz também
nenhuma dor
sono de neném
há dias assim

ideais pra mim
especiais pra ninguém.

17.6.07

Vizinhos

são pedacinhos
da casa
ali do lado
são aliados
na luta
da vida
contra a rotina
certeira

não falha:
o carteiro passa
o cachorro late
o pedinte pede
o porteiro bate

somos vizinhos
de sempre
de frente
de fundos
seguimos essa rua que vai dar no fim do mundo.

12.6.07

Namorados

mãos dadas
beijos pedidos
línguas afiadas
corações partidos
pernas cruzadas
olhares perdidos

namorados

nada é dado
tudo é trocado

somos almas penadas

pisando o chão
das emoções

enamorados.

10.6.07

Sedução

o texto passa perto
presta atenção
a letra roça no desejo
pega na mão
o verso é meia-verdade
mente e tesão
a rima é só um som
leve intenção

não deixe a palavra no espaço
no futuro
ouvirão
alguém pode perceber
nesse poema

uma ereção.

7.6.07

Tricolores


são torcedores

das três cores

que traduzem

tradição



tricolores

nunca perderam

a esperança

sofreram

mas persistiram

na lembrança



tricolores

têm sangue

e paixão

correndo nas linhas

do campo

e do coração



tricolores

hoje brilham

com o sol da manhã

e à luz do refletor

claro e alto gritam

salve o tricolor!

5.6.07

Faz frio

demais para as criaturas do rio
faz frio
demais para pensar em aquecimento global
faz frio
demais para tomar uma coca-cola gelada
faz frio
demais para perceber que tudo é natural

faz frio
quando se sente um arrepio
e a coluna vertebral pode bem ser
uma lacraia inesperada saindo do ralo
invadindo a sua vida privada com a agilidade
mórbida de sua picada

faz frio

mas eu suo em demasia
para uma alma pelada.

3.6.07

Juno


senhora e senhor

inverno e verão

fúria e amor

ódio e paixão



é junho minha gente

muita atenção

acendam a fogueira



que eu solto o balão.