18.8.10

Embalada

uma bala é uma bala
e não me abala
o paladar
o abalo que a bala dá
é quando enrolada está


e melada faz a molecada
exclamar:
que meleca que a bala tá!
e as unhas cheias de doce
riscam na língua se limpam
nos dentes juntos
açúcar e sujeira fazem da vida
doce de brincadeira.








3 comentários:

Tião Martins disse...

A vida é uma bala.

Fouad Talal disse...

um doce tião!
muito bom!
abraços...

Julieta Montéquio. disse...

O triste é emobolar
a bala que é chupada
com a bala que foi disparada.
A que explode, que bode!
Me torna cansada
E nem com mil mastigadas
Consigo relaxar.
Mas se a bala do paladar
é de café, te deixa ligada,
irritada, que nada!
É doce ou não é?

Beijinho de açúcar.