16.7.11

A arte da guerra

diante da injustiça
ninguém pode ficar calado
dormir em paz
olhar pro outro lado

diante da injustiça
há que se ter olhar afiado
dar brilho às lâminas

e enfiar até o cabo.

3 comentários:

Tião Martins disse...

Pela guerra nossa de cada dia.

Cacau Loureiro disse...

Concordo cabalmente com o tema/poema; dormir em paz diante de tanta injustiça é algo que somente os injustos fazem, estou por aqui, gostei do estilo sutil/irônico, parabéns, forte abraço!

Tião Martins disse...

Obrigado Cacau! Volte sempre!