10.4.13

Para Maiakovsky

descobriu que estava morrendo
mas isso não era novo
descobriu que estava vivendo
mas isso não era novo
descobriu que nada era novidade

mas aí

já era tarde.

2 comentários:

Tião Martins disse...

De suicídio em suicídio acabamos mortos.

Mauro Maciel disse...

Belo poema, assim navegamos.