23.6.13

Barquinho

a vida
do homem sozinho
é triste
é traste
é madeira
boiando
do que restou
do navio.

Nenhum comentário: