7.5.16

A lua é nova mas a gente é velho

a lua é minha mãe
uivo pra ela
lobo minguante
sem suas tetas
perdido em crateras
metido em buracos
negros
caretas
cansado
das tretas
da vida
que dá gorjetas
cheio de cicatrizes
rasgado das lutas
perdido em ruas
sem saída
nascido das sarjetas
a lua é nossa mãe
e não há
lobo vivo
que não tenha
saído
de suas bucetas.


Nenhum comentário: