23.12.16

Natal e poesia

cabe ao poeta
falar de amor
nesse dia?
sem medo
da pieguice
da mesmice
e da realidade
fria?
ao poeta
tudo cabe
tudo pode
tudo em demasia
até porque
tudo vale a pena
tudo serve
tudo é mais valia
desde que encha
com um pouco
de sentido
essa existência
tão vazia.

Nenhum comentário: