9.11.12

De efeito

adorava a imperfeição
sob todas as formas
a mancha na parede alva
a assimetria das árvores
o vento que balança a calma

adorava a imperfeição
acima das coisas comuns
um cisco no olho
um pingo de molho
uma infecção no atleta

adorava a imperfeição
odiava a eternidade

e em cada boa ação
havia um átomo
da mais pura

maldade.

Um comentário:

Tião Martins disse...

A perfeição é uma merda.