3.7.07

Dia-a-dia


a poesia

persegue a realidade

como o gato segue o muro

um perigo de cada lado

além da própria loucura

o instinto mantém o equilíbrio

entre os designíos da linha reta

não temos objetivo

não temos meta

só um longo caminho

que nos leva adiante

com um frio

na coluna



ereta.

4 comentários:

Anônimo disse...

A poesia,
um perigo de cada lado
persegue a realidade
além da própria loucura

Como o gato segue o muro
o instinto mantém o equilíbrio,
entre os designíos da linha reta

Não temos meta
não temos objetivo
só um longo caminho
que nos leva adiante
com um frio
na coluna
ereta.

Ariadne Aline... disse...

Que gato lindo!
E que poesia linda tb!
Parabéns!
Bjus

Tião Martins disse...

O gato é bonito mas não é meu. Nem o muro.

Manu Sarmento disse...

Gostei muito,muito dessa, Tião.
Filosófica. Me lembra carma, destino.
A imagem do gato no muro é perfeita.
Bjs