9.5.08

Suburbano

ser humano
fora do centro
urbano
ser cigano
acreditar no erro
e no engano

ser mundano
manter o olhar
na bunda
que vai passando
vestir de cor
berrante
o cinza cimento
que vai ficando

ser um trem
sair da linha sempre
ou de vez
em quando
acreditar que a vida
é arte e engenho
de dentro
pra fora
do ser que está

parando.

2 comentários:

Tião Martins disse...

Para ler com o som do trem ao fundo. Para saltar antes que chegue o primeiro mundo.

Cristina disse...

Amei =) Beijos