20.2.10

Marginal

atravessou a rua
no maior desleixo
andava solto
tipo
deixo não deixo

a correnteza
em volta
não era com ele
a turba e a pressa
passageiras
enchiam a avenida de bobagens
ligeiras

sem eira nem borda
seguiu seu desfecho
sua força
sua calma

são de cair o queixo.

2 comentários:

Tião Martins disse...

Quem anda fora do ritmo nunca perde o solo...

Felipe Guisser disse...

Lindo esse, Tião!