20.2.15

O bar do seu Fernando

é um mundo
é um desmando
é um bar
é do seu fernando
onde o gerúndio
entra fumando
bebe cantando
para pensando
e a vida segue
sujando
abrindo e fechando
limpando
na cadência do mar suburbano
é lindo
é feio
é tudo
é humano
é a riqueza do bar
do seu fernando.


19.2.15

Netuniando

na vida
tudo é fumaça
tudo acaba
tudo passa
então
não diga não
não se entregue
às traças
trague tudo

e faça.



14.2.15

Meu broco

não sou do bloco
dos reclamantes
dos indignados
dos inteligentes
dos interessantes
sou do bloco
dos amantes
dos mal criados
dos indigentes
dos insignificantes
sou mais meu bloco
do que essa escola de samba dos não fumantes.


11.2.15

Homeopatiopoesia

se a vida
te der porrada
meta poesia
nos cornos
dela
de tanto levar
poemadas
de feia
ela vira
bela.


9.2.15

O bom, o mau e o mais ou menos

queria não ter medo
das polícias
dos bandidos
das justiças

queria não ter medo
dos mosquitos
das viroses
das preguiças

queria não ter medo
e
sem medo
morrer desprevenido

numa dessas esquinas
da vida.



8.2.15

Imaginado

ver flores
onde só existe
asfalto
ver saltos
onde reside
aleijado
ver frutos
onde desiste
arrasado
ver vida
onde morre
deitado.

4.2.15

Astro lógica

quando perdi o chão
só me restou
o céu
desde então engatinho
entre estrelas
abelhando a vida alheia
em busca
de mel.


1.2.15

Nulo

eu sei escrever
mas não sei resolver
os problemas
da humanidade

que merda

sou uma nulidade.