Pular para o conteúdo principal

Puta poema

fico muito puto
quando penso
um poema
e a preguiça
o desleixo
a falta
de sistema
acha que não vale
a pena
não anota
não decora
não acena
ao contrário
fecha a barraca
mete o galho
dentro
recolhe
a antena
fico de luto
quando morre
um poema
assim sem nascer
sem crescer
sem ser solução
nem problema
pobres poemas mortos
antes de encarnar
e terem corpos
atores tortos
sem papel
sem tema
são meus abortos
meus esgotos
merdas
que eu não fiz
nem pra provar
que minha alma
era pequena.

Comentários

Nadine Granad disse…
Do emputecimento (haha) nasceu um poema!
Adorei a metalinguagem, as palavras tão bem escolhidas!...

Beijos =)
Tião Martins disse…
Obrigado Nadine,rs, beijos!

Postagens mais visitadas deste blog

Tiradentes

joaquim josé da silva xavier
foi pro tudo ou nada
foi pro que desse e viesse
foi apresentado ao laço
foi dividido em pedaços
espalhado
dispersado
como a consciência nacional

mas não fizeste mal
joaquim

cortaste um dobrado
mas ganhaste um feriado
que se por ti não foi gozado
é por nós aproveitado

tenho dito
e obrigado.

Poema biscoito

somos farinha
do mesmo saco
irmãos na mordida
no farelo
no tasco.