1.6.09

Submundo

saiu pra dar uma volta
e não voltou
dobrou a esquina
e ainda por cima
nunca desdobrou

caiu num bueiro?

sumiu como um desaparecido
desapareceu como um sumido
tomou chá de sumiço
sem açúcar nem despedida

não foi mas visto nessa vida
em qualquer rua
ou avenida

saiu pra dar uma volta
e o que revolta
revira e mata
salta
encanta
e espanta
assalta e desmonta

é que nunca
mas nunca
mesmo mais
voltou.

7 comentários:

Tião Martins disse...

A ida dos que não voltam.

Tião Martins disse...

Gente, o desaparecimento do voo da Air France ocorreu depois da postagem dessa poesia.

Estou triste. Uma coincidência muito infeliz.

Renata de Aragão Lopes disse...

Sim, Tião... Também fez o "link" com o acontecimento. Que Deus proteja a todos os envolvidos e seus familiares.

Mas sei que falava de outro submundo - e deste eu gostei! : )

tania não desista disse...

com certeza ,tião! nem precisava dizer.. choramos por todos...muito triste.
seu poema nos faz entender muito bem seus pensamentos ...muito bom!
bjo
taniamariza

Tião Martins disse...

Que bom que alguém entende os pensamentos... rs.

Beijos, Tania.

tania não desista disse...

oi,tião!!!.....rs.rs.rs.!?!?!?
bj
taniamariza

pc guimarães disse...

dobrou a esquina
e ainda por cima
nunca desdobrou

Simplesmente genial.
bjoca
pc