Pular para o conteúdo principal

Guerra

gosto de fazer
de cada palavra
uma bala
de cada rima
uma bomba
você zomba
mas eu estou na guerra
e meu prazer não se encerra

no simples gesto

de matar

vou fazer você sofrer
letra por letra
vou tocar
p-u-n-h-e-t-a
bem em cima
do seu ser.

Comentários

Tião Martins disse…
Guerra é guerra...
Guerra é guerra;)))e poesia pode ser punheta. Não é seu caso;))
Letra por letra!
aos poetas...mil possibilidades de tudo dizer...
guerra é extremo...é dor!
bjo
taniamariza
tenório disse…
muito bom! mostrou para o l. rafael nolli?

Postagens mais visitadas deste blog

Tiradentes

joaquim josé da silva xavier
foi pro tudo ou nada
foi pro que desse e viesse
foi apresentado ao laço
foi dividido em pedaços
espalhado
dispersado
como a consciência nacional

mas não fizeste mal
joaquim

cortaste um dobrado
mas ganhaste um feriado
que se por ti não foi gozado
é por nós aproveitado

tenho dito
e obrigado.

Poema biscoito

somos farinha
do mesmo saco
irmãos na mordida
no farelo
no tasco.