19.9.09

Mudança


viajando de caminhão
a vida balança

gaiola de passarinho
cama de criança
armário da cozinha
aquele sofá-cama

descendo do caminhão
a vida cansa

hora de arrumar a casa
e planejar
a próxima mudança.

3 comentários:

Tião Martins disse...

Tenho visto muitas mudanças. Sou velho ou é a vida que balança?

Marcela disse...

vc que é velho, hem? hahahahahaha
Mudança sempre é bom! :D
Beijo!

Ana Helena Tavares disse...

Isso foi em minha homenagem, Tião? rsrsrs É a vida que balança, amigo poeta, é a vida que balança! Minha avó de 85 anos vende lucidez e diz que velhos são os trapos... Então, larga mão dessa história de velho, cara... :P Lembre de Raulzito: Ser uma metamorfose ambulante é sempre mais negócio do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo... Drummond dizia que os poetas não tem poder de mudar a realidade. Amo Drummond, mas sei não... Com certeza a poesia tem o poder de mudar quem a escreve e talvez seja esse o grande pulo do gato pra mudar o resto.
Beijão.