3.1.07

Esperando


o azar do pessimista
é que todo dia
nasce uma esperança

aqui ou no japão

um sorriso inesperado
um gesto de perdão
uma flor no meio da pedra
uma visita no portão

uma alegria na miséria
um real no bolso da imaginação
uma solução na controvérsia
um sonho sob o colchão


o azar do pessimista
é que todo dia

nasce uma criança

bem lá no fundo
naquele lugar do mundo

dentro de cada um de nós.

8 comentários:

Tião Martins disse...

Se é pra começar, vamos começar esperando, e desejando, o melhor.
Pra todos e pra sempre, o melhor.

tata palhaca disse...

lindo poema!

o azar do pessimista é q exite o lado bom de tudo! hahaa

bjs

tata palhaca disse...

ahh tiao, peguei emprestado seu poema pra colocar la no meu flog (com sua autoria, claro)hahahah, achei otimo pra começar o ano!

depois da uma passada la

bjs

Tião Martins disse...

Valeu Thais, vc é um dos meus cinco leitores assíduos e tem direitos especiais de uso! Rs!
Beijos e feliz 2007!

Bia disse...

Muito bom! Deu até pra acreditar de novo... mas, ainda tô pensando no outro, no da polícia.... sei lá... tô meio bolada!

Pra começar o ano, esse aqui é bom mesmo! Espero que seja possível não só começar, mas continuar o ano com poesias desse tipo... tomara!

Bjos!

Tião Martins disse...

Valeu Bia! Bom que vc gostou! Um 2007 com esperança, doces etc pra você!
Beijos!

Ariadne Aline... disse...

Só passei aqui pra te desejar tudo e nada.
Não entendeu?
Então vamos lá...
Tudo que te faça feliz =]e nada que te faça sofrer =[
Bjos da poeteira aqui!

Tio Roberto disse...

Gostei da mensagem e do poema.
Roberto