8.2.07

Vida moderna

a terra
tão contida
num vaso

o fogo
tão fruto
do isqueiro

o ar
tão frio
e condicionado

a água
tão dividida
pelo chuveiro

onde foram parar
os quatro elementos

onde vai dar
a vida moderna

é
pelo visto
saímos da caverna.

13 comentários:

Tião Martins disse...

Será?

Luciana disse...

Olha poeta, não sei se saí de lá, mas nesse momento queria voltar. Essa é a vida que temos hoje.

Fechei meu orkut, mas com certeza por aqui continuarei passando, é um carinho que faço a minha alma.

Tião Martins disse...

Passe mesmo, Luciana. Faça desse blog sua caverna. E sua praia.
Bjs!

thales disse...

saindo da caverna será que tem volta?
quanto o papo de punheta virar tese de mestrado, me indica um professor da facha pra me orientar aí....

rsrsrsrsrsr
saudações tricolores

Luciana disse...

Poeta, infelizmente nunca pude ir ao RJ, portanto não conheço o Cristo Redentor, mas como uma orgulhosa brasileira, resolvi votar nele. Acredito que consegui, apesar do meu inglês, mas fiquei com uma dúvida. Tem que comprar o certificado para o voto valer?

Tião Martins disse...

Não compre nada Luciana, o voto é gratuito (vc escolhe sete monumentos). Como os suíços são muito espertinhos, criaram modalidades de voto pagas, mas elas são opcionais, ninguém é obrigado a fazer isso.
Beijos e, quando puder, venha nos visitar. O Rio, apesar de tudo, é realmente lindo.

Luciana disse...

É um sonho poeta, por enquanto é só um sonho...

Tião Martins disse...

Sonhos são a melhor parte, Luciana.
Tenho certeza que logo vc poderá aparecer por aqui.
Beijos!

Oduvaldo disse...

Ôi Tião.
Vida Moderna matou-à-pau!!!

Oduvaldo disse...

Voltou inspirado de Búzios, héim?!

Oduvaldo disse...

Pô, Tião! Que susto você me deu!!!
O começo de "Acessório" estava mais para letra de Altair Rodrigues (ninguém se lembra dele!), ou de alguma dessas duplas sertanejas ordinárias que ainda existem por aí.
Mas, felizmente, o fim justificou o início e valorizou os meios.
Parabéns!

Oduvaldo disse...

VELHICE, a meu ver, quase merece um Nobel de Literatura. Se fosse um Conto, ou Romance, certamente mereceria!(A Semente foi lançada...).
É pena que sirva, "apenas", para quem já passou dos quarenta. P´ra este Nosso "tipo de gente", que já vislumbra o futuro sem as Maravilhosas Distorções da Restrita Visão Adolescente, VELHICE FALA!.
E MUITO!

Tião Martins disse...

Pois é, Oduvaldo. Tem que haver alguma vantagem em envelhecer. Obrigado pela visita, volte sempre que a idade permitir! Rs!