20.11.15

Justiça poética

sonhei um mundo

diferente

girafa tinha pescoço curto
caranguejo andava pra frente
pipoca pulava pra dentro da panela
cabelo penteava o pente
justo era o pecador
ninguém passava corrente

sonhei um mudo
sonhei um surdo

e acordei achando que eu era gente.



Nenhum comentário: