30.6.16

Desamores

vou nascer
e morrer
mil vezes
sem nunca
entender
os tristes
reveses
dos amantes
como podemos
não nos amar
mais nada
tendo nos amado
tanto antes?

Nenhum comentário: