29.7.17

sempre só
como o avô
de minha avó
como uma corda
sem nó
como uma dor
sem dó
sempre só
e você sorrindo
imaginária
como a amante
que nunca tive
e sem nunca ser
achou de moer
meu coração
até virar pó.

Nenhum comentário: