14.3.07

Dançarino

sonho bailar na vida
como se fosse fred astaire
sambar de alegria
valsar de tristeza
evoluir na avenida
navegar em veneza
me perder no rio
me achar em salvador
me apaixonar todo dia
morrer de eterno amor

sonho bailar na vida
como se fosse um peão
rumbar contra o tédio
bolerar de tesão
enganar a morte
com um passo sim
outro compasso não
te abraçar de frio
te guiar com a mão

sonho bailar na vida
até abrir
um buraco

no chão.

9 comentários:

Tião Martins disse...

Se minha mãe fosse viva, estaria hoje completando 81 anos.
Minha mãe era pisciana, adorava vermelho, amava a dança.
Minha mãe era intensa, honesta, uma generosa presença. Uma dolorosa saudade.

Beijos do seu único filho, dona Mathilde. Em vida, nunca dancei com você. Hoje, te dedico essa dança.
Até um dia.

Cris disse...

Ah Tião! Oq dizer? Mais lindo impossível, mais sincero, jamais. Coisas assim não se comentam, se sentem. Sinto por você. Sinto por todos. Bjs.

Cris disse...

Sem dúvida a mais linda até hoje.

Bia disse...

Oi, Tião.

A poesia, linda!!! A saudade tb...

E tb "sonho bailar na vida até abrir um buraco no chão."

Bjos...

Manu Sarmento disse...

Pra mim, a mais linda de todas.

Um texto tão bem tecido - uma fina seda vermelha.

Não sei ela alcança, mas o orgulho de ser sua mãe deve ser enorme.

Nessa não vai um beijo. Uma braço apertado.

Gilson Caroni Filho disse...

Tião, que bela poesia, amigo! Há mulheres que educam os filhos para a vida. São excelentes. Outras, não contentes com isso, ainda lhes ensinam como adivinhar outras mulheres. Como antever o que prenuncia um sussuro, como decifrar sorrisos e promessas não ditas. São o que ousaria chamar de mães-amantes.Se na poesia um verso leva a outro, na sua vida, as Matildes se seguem como extensão do amor.Tião, gente como você, vive o luto como paixão continuada.
Talvez seja isso que defina um poeta.
Um grande abraço, irmão.
Gilson

Caroline Monlleo disse...

Olá Tião,
emocionante a poesia e seu epílogo, ou prólogo aqui! Parabéns e sentimentos, é a única coisa que posso te desejar nesse momento, emocionante.

Eu, em especial, apreciei suas palavras pois sou bailarina há tempos, e achei muito interessante como usou palavras que traduzem uma parte do que sinto em relação a dança. Ai,ai...viver sem dançar, não seria viver. Que todos dancemos sempre, para sempre!!!

Bjinhus & carpe diem:(:)

Anônimo disse...

Essa poesia me fez lembrar uma música:Lady in red
Lady in red is dancing with "me"
cheek to cheek...
Realmente a dama de vermelho dança com vc,rosto a rosto...lado a lado...na ilusão do teu pensamento e um dia quem sabe,vcs írão de se encontrar num bom lugar!
Bjos de uma ex-aluna que te deseja tudo e nada!
Tudo que te faça feliz e nada que te faça sofrer!
Vc realmente vai ficar marcado,até na ilusão do meus pensamentos!

tatapalhaca disse...

Lindo Tião!
suas poesias sao muito vivas!
por isso são otimas ler!
quando sobra um tempo, do uma passadinha aqui! ahhahaa

do jeito q vc fala da sua mae, com certeza ela esta na luz!
e um dia vc terá o prazer de reve-la pela pessoa que vc é!

bjs!