31.3.07

Fisioterapia

massageie o ego
ponha gelo na consciência
faça acupuntura da realidade
alongue os limites da imaginação

será que existe alguém nesse planeta
que possa se considerar inteiramente são?

são coisas da vida
celulites da paixão
estrias do pensamento
artrites da razão

corrija sua postura
flexione até o dedão
saiba que a existência é dura
mas tem fisioterapia
arte
e
emoção.

25.3.07

Ênclise

sou um camelo
mas quero vê-la
entre minhas corcovas
vejo seu cabelo
caminho no deserto
pra te ter por perto
enfrento o asfalto
corro
pulo
salto
muito mais alto
que o cume do corcovado

ó cristo
me dá um abraço
sou só um camelo

e só quero comê-la.

22.3.07

Resumo

assumo a síntese

do limão
limonada
do irmão
mãos dadas
do avião
horas voadas

não há nada nesse mundo que não leve uma aparada

humanos um
máquinas zero.

18.3.07

Transmimento de pensação

você pega um ônibus
o ônibus me pega
você salta no ponto
onde nego me assalta
você entra na farmácia
eu adentro o hospital
você compra absorvente
eu sangro pelo nariz
você sobe na balança
eu embarco numa maca
você se sente pesada
me sinto leve demais

você entra no trabalho
eu descanso em paz

isso é transmimento
de pensação
nosso encontro
fica pra próxima

encarnação.

14.3.07

Dançarino

sonho bailar na vida
como se fosse fred astaire
sambar de alegria
valsar de tristeza
evoluir na avenida
navegar em veneza
me perder no rio
me achar em salvador
me apaixonar todo dia
morrer de eterno amor

sonho bailar na vida
como se fosse um peão
rumbar contra o tédio
bolerar de tesão
enganar a morte
com um passo sim
outro compasso não
te abraçar de frio
te guiar com a mão

sonho bailar na vida
até abrir
um buraco

no chão.

11.3.07

Baião de dois

a vida
é pra nós dois
somos feijão com arroz
eu te como
você me come

depois

tomamos café
vivemos com fé
olhamos pro pé
pedimos perdão
porque a vida

é pra depois

somos baião de dois
sem ritmo
só feijão com arroz.

10.3.07

Sessão "que inveja"!

Estou inaugurando com a música "Se", de Djavan, a sessão "que inveja". Pelo menos uma vez por mês vou postar aqui poesias, letras de músicas, textos que eu gostaria de ter escrito. Curtam e, como eu, morram de inveja!

7.3.07

Mulheres

colheres cheias de paixão
mergulhadas nos pratos
fundos
da razão

cálices de romantismo
brindando aos sentimentos
bebendo ao som
dos quatro elementos

saladas frias
de folhas vivas
temperos de morte
em suaves venenos

doces de mães
sobremesas de amantes
licores para acompanhar
balas de sonho

mulheres

de onde viemos
para onde vamos
vocês sempre são
e nós sempre apenas

fomos.

3.3.07

Ser humano torto

sou um ser
meio maroto
quando deitado
abandono o corpo
sonho com o oceano
amanheço mar morto.