Pular para o conteúdo principal

ê boi...


mandei você pastar
mas você num foi
só olhou pra mim
e fez cara
de boi

nunca mais quero te ver
no carrefour
você fingiu que não era tu
na prateleira com castanhas
de caju

mandei você casar
mas você moscou
abanou o rabo
e depois
dançou

nunca mais quero te comer
naquele buffet
você fez cara de profiteroles
e era só pavê

ora

vai te foder.

Comentários

Tião Martins disse…
Taí, esse até eu gostei! rsrsrsrrs
"você fez cara de profiteroles
e era só pavê"
rsrsrsrsrsrsrs
E eu adorei! É a hipocrisia descrita pela poesia! Genial!
Beijão!
Tatiana Giglio disse…
Tião.... você é um gênio. rs
tenório disse…
TIÃO, VOCÊ É GÊNIO PORRA!

Muito bom esse poema cara! Porra!
tião! dá um desconto! primeiro... tenho de aproveitar as serotoninas
sorridentes...que...como cócegas, não me deixam parar de rir!
...abençoado poema!juro que volto, pra comentar esse boi endiabrado! bjos
taniamariza
valéria tarelho disse…
hahaha, qdo cheguei no 'tu' e passei pelo 'caju', imaginei um final mandando tomar no céu...
kkkkk, foi melhor que o imaginado!!!!!

ê vida de gado!!!
risos

Isso é que é xingar com categoria!
Ava disse…
A posia e suas várias nuances...
Seroa isso? rsrs

Lí alguns posts antigos, afinal só esse boi, me deixou assim meio desnorteada, afinal, dar de cara com um boi, asssuta...rsrs

Mas fui vendo que sua irreverência está latente em todos os seus poemas...

E que para ler, tem que ser ao rítmo frenétio de uma dança...rs

Bem, tudo isso, para finalizar dizendo que amei tudo que lí... Depois leio o que ficou faltando e vejo se há algum que não gosto...rs

Beijos!
Tião Martins disse…
Gente, não é que o boi agradou? Acho que vou fazer uma série de agropoesias.

Ava: obrigado pela visita e não se assuste com o boi. Está longe de ser um touro. A porteira está aberta, volte sempre!

bjs!
voltei!bem...parabéns pelo sucesso do poema...mas, veja só,olhando para o boi,da foto,creio que não seria capaz de tantos impropérios(rs.rs.).acho...que o culpado foi
outro!...será?
bjos e...manda mais!
taniamariza

Postagens mais visitadas deste blog

Tiradentes

joaquim josé da silva xavier
foi pro tudo ou nada
foi pro que desse e viesse
foi apresentado ao laço
foi dividido em pedaços
espalhado
dispersado
como a consciência nacional

mas não fizeste mal
joaquim

cortaste um dobrado
mas ganhaste um feriado
que se por ti não foi gozado
é por nós aproveitado

tenho dito
e obrigado.

Poema biscoito

somos farinha
do mesmo saco
irmãos na mordida
no farelo
no tasco.