28.7.09

Figura poética

sou um ser
inolvidável
nervos de aço
inoxidável

deixo marcas
indeléveis
onde passo

sou um ser
em si
bem formidável
só eu sei
como é agradável
viver em minha
companhia.

8 comentários:

Tião Martins disse...

Nós, os poetas, somos especialmente especiais especiarias vindas do extremo desoriente.

há, há e há.

Anônimo disse...

´Não exagerou em nada.Você é assim!
Inox é pouco.
anônima

Talita Prates disse...

Amo esse jeito
sucinto
de escrever
e tudo
dizer.

Voltarei!

Paz. :)

Renata de Aragão Lopes disse...

Amor próprio
há de ser o primeiro! : )
Beijo.

Cris Carnaval disse...

Só você nada! Eu tbm sei! E muitas outras pessoas tbm ;) rs

tania não desista disse...

tião...estou numa viagem comprida.
ha.ha.ha...o anônimo ,de cima ,fui eu!...correndo ..correndo .
vez ou outra ,visitarei vocês ,queridos poetas.
só postarei...por isso retirei os comentários,não terei tempo para conversar com todos. bjos
me aguardem!
taniamariza

Tião Martins disse...

Tania: que viagem comprida é essa? Fiquei com a sensação de que vc foi para o extremo oriente, seguindo meu comentário lá de cima... rrsrsr.
Beijos e volte logo!

NDORETTO disse...

Cara,você é demais!

Neusa Doretto