3.12.06

Encanto

viciei no seu canto
como barata
fujo
do seu sapato
sou seu pato
ameaço
digo
me mato
sem cachorro
corro
subo o morro
pra pedir
mais alto

socorro.

7 comentários:

Tião Martins disse...

Melhor fugir pra cima do que pra baixo. Eu acho.

tata disse...

ahahahhaaa muito foda!

Anônimo disse...

Olha a escolha das palavras. Isso não é poesia.

Gilson disse...

Anônimo. Na poesia, são as palavras que escolhem suas parceiras. Na prosa há um regente, na poética,um arquiteto com planta sem solo. E o que é pior,fazendo solo.

Manuela Dutra disse...

É mesmo, Gilson. Um solo lindo porque tem ritmo.
Tião, você viciou no canto, e nós no seu blog.
Beijins

Edith Sarmento disse...

Ontem escrevi : O Samurai é minha. Hoje é meu dia do Encanto.
Antes de fechar esta maquininha tenho lido você - a mão escreve, a cabeça pensa e o coração canta.
Muito bom. Mesmo.

Tião Martins disse...

Edith, encanto mesmo é ter duas "sarmentos" presentes no mesmo post desse humilde blog. Obrigado e beijos!