Pular para o conteúdo principal

Natal 2006

salada de emoções
farofa de amizade
suflê de carinho
love me tender
saudades
de sobremesa
todos presentes
fora os ausentes
que permanecem
entre nós
castanhas
estranhas memórias
ave maria
avelãs
ave sadia
nossas preces
cristãs
quem sabe um dia
esse dia
feliz
seja
amanhã
se não for
não faz mal
um brinde ao desejo
à saúde
ao beijo
aos meus queridos
presentes
sorrisos
entre os dentes
pedaços da ceia
que a vida é inteira
não cabe na meia
de papai noel.

Comentários

Tião Martins disse…
Sempre adorei o Natal. Não sou daqueles que fica deprimido nessa data. Pelo contrário. Como, bebo, rio e curto presentes. Então, feliz natal pra todos!
Bianca disse…
Oi, Tião!!!

Enfim, cá estou eu, a ler os teus poemas, ora, pois pois... hehehe!

Eu não gosto de natal, mas da poesia, gostei! Aliás, você leva mesmo jeito pra coisa, viu? Ainda não li todas, mas vou ler, com o tempo. Gostei de várias... algumas, não entendi muito, bem.... mas tudo bem!

P.S.: Adorei o "love me tender"... achei perfeito!

Bjocas e... FELIZ NATAL!
tata palhaca disse…
simplesmente foda!

resumiu o natal hahaha

beijao tiaooo (rimou)
Ariadne Aline... disse…
Mto bom como sempre...
Eu comi muito,bebi muito,zuei muito,beijei muito e vc?
O que fez de muito?
huahuahua
Então,depois dessa,muitos beijos pra vc!
\0/

Postagens mais visitadas deste blog

Tiradentes

joaquim josé da silva xavier
foi pro tudo ou nada
foi pro que desse e viesse
foi apresentado ao laço
foi dividido em pedaços
espalhado
dispersado
como a consciência nacional

mas não fizeste mal
joaquim

cortaste um dobrado
mas ganhaste um feriado
que se por ti não foi gozado
é por nós aproveitado

tenho dito
e obrigado.

As moiras

tecem o nosso destino
seja você
santo ou assassino
gente ou pedra
velho ou menino

as moiras

não se divertem
apenas fiam, medem
cortam
nossa vida em pedacinhos
grandes ou pequeninos

às moiras

tanto faz se sofremos
ou gozamos
de onde viemos
para onde vamos
se somos sãos ou insanos

as moiras sempre existiram
são o que há
resistiram
e resistirão
ao passar
dos anos.

Fisioterapia

massageie o ego
ponha gelo na consciência
faça acupuntura da realidade
alongue os limites da imaginação

será que existe alguém nesse planeta
que possa se considerar inteiramente são?

são coisas da vida
celulites da paixão
estrias do pensamento
artrites da razão

corrija sua postura
flexione até o dedão
saiba que a existência é dura
mas tem fisioterapia
arte
e
emoção.